• Home
  • Empresa
  • Unidades de Negócio
  • Clientes
  • Notícias
  • Downloads
  • Contato
 

Notícias

Como reduzir custos internos e melhorar o índice de produtividade na sua empresa?

709 leituras

Por Anderson R. Pereira
Assessor Técnico EJRos


Em um cenário cada vez mais competitivo nas indústrias de todos os segmentos, o que fazer para reduzir os custos internos? Melhorar nosso índice de produtividade. O que devemos medir, controlar, analisar para tomarmos as medidas assertivas no chão de fábrica? Para nos ajudar existe a ferramenta chamada OEE (Overall EquipmentEfficiency) também conhecido como Índice de Rendimento Operacional Global (IROG) na qual é gerado do produto de 03 variáveis diretamente ligadas a produção, são elas:

Disponibilidade: representa o tempo em que a máquina ficou disponível, excluindo as paradas.

Desempenho ou Performance: representa tempos de operações em vazio, paradas momentâneas e quedas de velocidade. Estas paradas são de difícil visualização.

Qualidade: representa o índice de aprovação de peças.

Exemplo: Em um dia de produção temos os seguintes dados de uma máquina.

Disponibilidade: 580 minutos (tempo disponível) e tivemos 75 minutos de paradas (manutenção, setup e treinamento).
Cálculo: 580-75 / 580 = 87 %

Desempenho: produção real / produção teórica.Baseado no ciclo da peça era para ser produzido no tempo disponível 965 peças, mas devido as quedas de velocidade foram produzidas 856 peças.
Cálculo: 856 / 965 = 88%

Qualidade: Durante a produção foram feitas 816 peças boas e 40 peças com defeitos.
Cálculo: 816 – 40 / 816 = 95%

OEE ou IROG: Disponibilidade x Desempenho x Qualidade = 87% x 88% x 95% = 72%
A eficiência global do equipamento é de 72%.


Avaliando estas variáveis, conhecendo as paradas, analisando o desempenho e os motivos das peças defeituosas, é possível atuarmos nas causas para melhorarmos nossos índices de produtividade.

Prublicado: 23/02/2017 / 10h

Voltar para notícias